Folhablu | A Casa do povo de Blumenau


A Casa do povo de Blumenau

Publicado em: 2011-05-20 17:30:39

Naquela manhã cedinho, o Vapor Progresso estava completamente lotado. Em poucas oportunidades levara um número tão grande de pessoas de destaque. Eram políticos, juízes, homens de comércio, funcionários de repartições do governo, alguns com visíveis olheiras por conta dos atos públicos do dia anterior e das festividades que seguiram até altas horas. O comandante, como era de costume, fez soar três vezes o apito do vapor, que lentamente afastou-se do porto no centro da colônia em direção a Itajaí.

Do alto do barranco, um senhor de barbas brancas, de aspecto austero, porém, com semblante de satisfação pelo dever cumprido, ladeado por outros dois mais jovens, acenava a todos. Alguns que ali seguiam, eram velhos amigos, como Ferdinand Hakradt e Ângelo Dias, que como ele haviam subido o Rio Itajaí-Açu pela primeira vez em 1848. O senhor de barbas brancas era o doutor Hermann Bruno Otto Blumenau, acompanhado dos seus sobrinhos Reinhold e Victor Gaertner. Igual procedimento o doutor Blumenau tomara dois dias antes, a 9 de janeiro de 1883, para receber os convidados e autoridades que no dia seguinte tomariam parte na festa de instalação do município de Blumenau, criado em 4 de fevereiro de 1880. Em razão da devastadora enchente de 1880 e para que fosse construída a edificação onde passaria a atuar a Câmara Municipal, o município foi oficialmente instalado somente em 10 de janeiro de 1883.

Segundo Nemésio Heusi em seu livro História Romanceada de Blumenau e de seu Fundador, "... o dia 10 de janeiro de 1883, o dia maior da colônia do doutor Blumenau, amanheceu chuvoso e muito quente. À tarde, pouco antes das solenidades, choveu e trovejou. Porém, pouco depois, o tempo limpava e refrescava." As solenidades de instalação do município aconteceram no edifício da direção da colônia, cujo ato foi liderado pelo presidente da Câmara de Itajaí, vereador Luís Fortunato Mendes, acompanhado do secretário Luís Vitorino da Silva. Saía de cena a colônia Blumenau para dar lugar à vila de Blumenau, que décadas mais tarde seria condecorada como um dos mais promissores municípios brasileiros. Na oportunidade foram empossados os primeiros vereadores da Câmara Municipal blumenauense, em número de sete, eleitos no ano anterior, por 49 eleitores, sendo 14 da sede da colônia e 35 do distrito de Gaspar. Eram eles: Otto Stutzer, Henrique Watson, Luiz Sachtleben, José Joaquim Gomes, Jacob Zimmermann, José Henrique Flores Filho e Francisco Sálvio de Medeiros. Ato contínuo, coube a Luiz Sachtleben conduzir os trabalhos que elegeram José Henrique Flores Filho primeiro presidente da Câmara Municipal de Blumenau. Foi responsabilidade dessa legislatura inicial a criação do primeiro Código de Posturas, publicado no Blumenauer Zeitung, em português e alemão; a construção da primeira linha telefônica entre Blumenau e Itajaí; o primeiro Código de Transito blumenauense - regulamento para carroças, carros de mola e outros veículos.

Desde sua instalação, a Câmara de Vereadores de Blumenau teve sessões históricas, como a que aclamou o doutor Hercílio Luz o novo governador de Santa Catarina, no dia 22 de julho de 1893, que no próprio recinto assinou decreto elevando a cidade de Blumenau à condição de capital do estado de Santa Catarina. Ou ainda, em época mais recente, em 1960, quando em sessão das mais atribuladas, o projeto do vereador Abel Ávila dos Santos, sob protestos de Wilson Gomes Santiago, aprovou a concessão de subsídios para os membros da Casa.

Hoje, a Câmara de Blumenau é uma das mais bem-sucedidas, totalmente estruturada, com voto eletrônico e a TV Legislativa, um avanço que poucos municípios têm. Enfim, são oferecidas as melhores condições para que seus eleitos possam bem exercer suas atividades e bem representar o povo blumenauense.

Por Evilázio de Souza


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial