Folhablu | Imprimir e deparar


Imprimir e deparar

Publicado em: 2016-02-06 17:37:25

Gostaria de saber se o verbo imprimir tem particípio regular e irregular: impresso e/ou imprimido? Paolo Colosso, Campinas (SP)

 

Existem os dois particípios, sim. Mas eles não podem ser usados aleatoriamente: o emprego depende do significado do verbo. Quando imprimir quer dizer incutir, infundir, produzir movimento, só tem o particípio em -ido. Usa-se imprimido, então, com qualquer auxiliar:

 

  • Este governo tem imprimido pouca velocidade aos seus projetos.

  • Justificaram sua atitude ao dizer que a fisionomia austera do chefe havia imprimido neles profundo medo.

  • Foi recentemente nomeado para a Companhia de Saneamento, entidade à qual foi imprimida uma boa política de preservação ambiental.

 

Com o significado de fazer a impressão (gráfica), publicar, gravar, estampar, o verbo imprimir possui duplo particípio, usado convencionalmente: o regular (imprimido) com os auxiliares ter e haver, ou seja, na voz ativa, e o particípio irregular (impresso) com os auxiliares ser e estar, isto é, na voz passiva:

 

  • Este governo tem imprimido suas publicações na empresa vencedora da licitação.

  • Todos haviam imprimido a marca de suas mãos na tela a ser exposta ao público.

  • Os cartazes para esta eleição não serão impressos nas oficinas do estado.

  • O diário oficial tinha sido impresso quando pediram para sustar sua divulgação.

  • As estampas já estão impressas, só falta embalá-las.

 

Na revisão de redações jurídicas, costumo ter dificuldade para usar o verbo deparar. Como devo fazer na frase "depara-se a (ou com a) inocuidade dos documentos apresentados para confronto"? O sentido é de que tais documentos não servem para a finalidade proposta. Não há sujeito para o verbo. Andréa, Brasília (DF)

 

O verbo deparar pode ser transitivo direto (sem a preposição), que é uma forma menos comum, ou indireto (com a preposição com); neste último caso, ele também pode ser usado pronominalmente, isto é, acompanhado dos pronomes me, te, se, nos. Vejamos exemplos das diversas possibilidades de uso:

 

  • Nunca havia deparado um quebra-cabeças tão complicado.

  • Foi tateando no escuro até que deparou com o comutador de luz.

  • Às vezes deparamo-nos com preconceitos nunca imaginados.

  • Ela busca ajuda profissional quando se depara com situações mais difíceis.

 

Sendo assim, Andréa, na voz passiva pronominal você tem as seguintes opções, singular e plural (o verbo é transitivo direto):

 

  • Depara-se a inocuidade dos documentos.

  • Deparam-se documentos inócuos.

 

E você pode também construir a frase com sujeito indeterminado (observe a preposição, característica do verbo transitivo indireto):

 

  • Depara-se com a inocuidade dos documentos.

  • Depara-se com documentos inócuos.

 

Por Maria Tereza de Queiroz Piacentini

Diretora do Instituto Euclides da Cunha

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial