Folhablu | Empresário Tarcísio Pegoretti lança biografia


Empresário Tarcísio Pegoretti lança biografia

Publicado em: 2017-10-26 09:59:05

Algumas pessoas merecem ter suas vidas guardadas nas páginas de um livro para a posteridade. São pessoas que, de alguma maneira, cumpriram seu propósito, deixando um legado para as futuras gerações, em virtude do seu trabalho e da sua forma de ajudar o crescimento do próximo. Uma dessas pessoas é o empresário Tarcísio Pegoretti, que está lançando, nesta quinta-feira, dia 26, na Fundação Indaialense de Cultura (Fic), o livro Um Livro, uma Vida e uma História... O Sucesso de Quem se Dispõe a Ensinar. A obra, escrita em parceria com Christina Baumgarten, da HB Editora, é uma biografia do que tem feito desde que se entende por gente. Já pequeno, o autor demonstrava forte veia empreendedora e vontade para trabalhar.

 

Seguindo sua filosofia de envolver seus funcionários nos negócios, ele criou o concurso cultural Criando Fora da Caixa. Quem quisesse participar, tinha que desenhar uma capa para o livro. O vencedor vai ganhar um fim de semana no Hotel Paraíso das Ilhas, em Rio dos Cedros. A capa do livro só será conhecida durante o lançamento. Por enquanto, é surpresa o nome do vencedor. Toda renda dos livros vendidos durante o lançamento será repassada integralmente à Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

 

Atualmente, com 53 anos, Pegoretti acredita que seu livro pode ajudar a influenciar jovens a ter coragem de perseguir seus sonhos e a não desistirem na primeira adversidade. Não por vaidade, resolveu contar sua história, mas, sim, pensando nas próximas gerações. “Todos temos problemas a enfrentar. Como os enfrentamos é que determina a nossa trajetória”, afirma.

 

O empresário perdeu o pai muito cedo, sua mãe tinha apenas 29 anos e quatro filhos para criar. Em vez de ficar chorando, ela arregaçou as mangas e foi em busca de trabalho. Afinal, tinha quatro crianças que dependiam dela. Foi com esse exemplo de garra que Pegoretti cresceu e em quem se espelhou para dar os primeiros passos na sua vida. “Mesmo com tantos problemas e responsabilidades, sendo bem jovem, ela nunca esmoreceu. Estava sempre sorrindo e enfrentando as situações com calma e perseverança. Sempre esteve presente nas formaturas dos filhos e netos. Sentia orgulho e se emocionava com cada nova conquista”, lembra.

 

Com este exemplo em casa, não tinha como ser diferente. Aos 12 anos, Pegoretti começou a trabalhar. As dificuldades passadas na infância fizeram com que o jovem buscasse alternativas para levar um pouco de tranquilidade para a mãe. Bem cedo, ele também aprendeu uma valiosa lição: se alguém podia chegar a um determinado lugar, ele também poderia, desde que se esforçasse e fosse atrás dos seus sonhos. Com essa tenacidade, aos 9 anos resolveu que aprenderia a jogar xadrez na escola. “Este jogo, particularmente, me fascinava pela necessidade de planejar uma estratégia para ganhar a partida. Jogo até os dias atuais e muitas ações que desenvolvo nos negócios seguem alguns princípios do jogo, como, por exemplo, o ganho de tempo e o uso dos mínimos recursos possíveis para atingir os resultados desejados.”

 

Aos 14 anos, Pegoretti teve seu primeiro emprego com carteira assinada, na Hering, no setor de embalagem. Logo surgiu a oportunidade de trabalhar na área de informática e ele foi se desenvolvendo nesse segmento, que muito estava crescendo na década de 80. Como não poderia ser diferente, depois de uma longa experiência na Hering e se formar em economia, ele decidiu que era a hora de abrir o seu próprio negócio. Foi quando investiu toda a sua energia na Direta Assessoria Economia e Informática, já na década de 90. A empresa foi a responsável pela primeira versão do sistema ProSind.

 

“Acredito que o primeiro passo para ser bem-sucedido é fazer aquilo que você gosta. Buscar conhecimento na área que deseja atuar e colocar toda sua energia e vontade para obter os resultados que deseja. Para ter êxito em qualquer negócio, é importante criar um diferencial competitivo e trabalhar com uma equipe motivada”, avalia.

 

Pegoretti sempre foi empreendedor, mesmo em uma época em que não era muito comum se falar em empreendedorismo, como é nos dias de hoje. No entanto, ele alerta que antes de abrir qualquer negócio, a pessoa tem que avaliar se esse é o seu perfil. Há profissionais que preferem desenvolver seus talentos como funcionário de uma empresa. “Para empreender e ter sucesso, é necessário interessar-se verdadeiramente pelas outras pessoas, ser conciliador, tolerante, ter controle financeiro e, principalmente, ser criativo. Conforme o negócio vai se desenvolvendo, é preciso preparar sucessores em cada etapa do trabalho. Só conseguimos crescer profissionalmente se tivermos a capacidade de ensinar e preparar novos profissionais para executar as tarefas que realizamos. Desta forma, podemos partir para novos empreendimentos”, avalia.

 

Atualmente, Pegoretti faz parte de quatro empresas, nas quais tem sócios afinados com a atividade principal do negócio. Para ele, é importante investir em negócios que ajudem outras pessoas a se desenvolverem. A consequência disso será o retorno financeiro e social. “Nossa missão é trabalhar para ajudar o mundo a se tornar um lugar melhor para se viver”, afirma. Essas e outras experiências são relatadas no livro.

 

Veja a galeria de fotos

Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial