Folhablu | Como o espiritismo era visto no século 19


Como o espiritismo era visto no século 19

Publicado em: 2014-05-07 16:48:21

Em seu novo romance, Rafael Figueiredo, inspirado por Frei Felipe, conduz o leitor a vivenciar os primórdios do desenvolvimento do espiritismo, no final do século 19. Os protoganistas são o médico Edouard e sua esposa, Elizabeth, que entram em contato com eventos sobrenaturais que os levam a uma transformação interna, capaz de ampliar seus horizontes adquirindo novas responsabilidades que contribuem para o desenvolvimento espiritual.

 

Numa sociedade britânica dominada basicamente pelo protestantismo, os estudos sobre a vida após a morte apresentavam para o mundo novas perspectivas sobre a existência humana. Porém, guerras e revoluções modificam o roteiro da história, levando os personagens a experiências até então inexplicáveis.

 

O leitor pode identificar situações nas quais o preconceito vindo tanto de filósofos positivistas quanto de religiosos, que acreditavam que o espiritismo era uma agressão contra seus ideais e roubaria fiéis de suas igrejas. Além das cenas do embate filosófico-religioso, o livro conduz ao contexto da Primeira Guerra Mundial, a qual o protagonista vivenciou e serviu como médico, demonstrando a importância do evento que modificou o futuro da doutrina.

 

Assim como em Do Século das Luzes, também publicado pela editora Boa Nova, O Testemunho dos Sábios é capaz de emergir no passado apresentando detalhes da sociedade da Londres do século 19, durante a Revolução Industrial, em que a pesquisa cientifica e as economias efervesciam a metrópole - considerada à época, a capital do mundo. Em menos de duas semanas de lançamento, o livro já vendeu mais de 15 mil exemplares.

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial