Folhablu | O mais importante festival de animação do mundo começa no dia 11 e homenageia a animação brasileira


O mais importante festival de animação do mundo começa no dia 11 e homenageia a animação brasileira

Publicado em: 2018-06-06 16:45:44

O Anima Mundi, que confirmou as datas de sua 26ª edição entre 21 e 29 de julho, no Rio, e de 1º a 5 de agosto, em São Paulo, consolida a sua parceria com o Festival de Annecy, na França. O mais importante festival de animação do mundo, que acontece na cidade francesa entre 11 e 16 de junho, homenageará a animação brasileira. O Anima Mundi foi convidado para assinar a curadoria das mostras especiais de filmes brasileiros. Esta será a maior mostra de animação brasileira já realizada no exterior.

 

Aída Queiroz, Cesar Coelho, Léa Zagury e Marcos Magalhães, fundadores e diretores do Anima Mundi, selecionaram, em parceria com Annecy, filmes para cinco mostras: três de curtas-metragens de animação, com um total de 27 filmes emblemáticos de diferentes épocas; uma de séries para a TV (com 10 filmes); e outra de filmes de encomenda (com 32 filmes publicitários, institucionais e videoclipes). Todos serão exibidos na programação do festival.

 

O diretor Cesar Coelho comenta a participação: “Esta edição de Annecy é uma grande oportunidade de mostrar para o mundo inteiro o talento da animação brasileira atual. Selecionamos filmes clássicos, que são referências, mas a maior ênfase na nossa seleção foi para a produção atual do Brasil. Esse convite de Annecy para curarmos esta edição nada mais é do que o reconhecimento do crescimento e da qualidade alcançada pela animação brasileira. É uma excelente oportunidade de renovar o nosso potencial no mercado internacional de animação”.

 

O Anima Mundi selecionou para Annecy curtas-metragens de diferentes décadas a partir dos anos 80, quando a produção brasileira começou a ter reconhecimento internacional, até os dias de hoje. Eles serão exibidos no formato das sessões do festival Anima Mundi, reunindo filmes de vários gêneros, temas e técnicas. As séries de TV, formato que está cada vez mais forte no Brasil, e filmes de encomenda também foram selecionados pela relevância em suas categorias.

 

Para a diretora Léa Zagury, “O sucesso do Anima Mundi vem da diversidade na curadoria dos quatro diretores que têm olhares para lugares diferentes. Nas sessões de curtas apresentamos alguns filmes, cujos autores foram pioneiros da animação no Brasil e abriram os caminhos para o início de uma nova produção nacional. Também há filmes de animadores que iniciaram uma carreira após frequentarem o festival. Os objetivos do Anima Mundi são tornar-se um local de referência para que aspirantes e animadores possam se inspirar, aprender, apresentar seus trabalhos e criar networks”.

 

Aída Queiroz complementa: “A animação brasileira tem uma cara própria, foi para um caminho mais autoral. Isso traz um mérito para os nossos animadores. Então nada mais justo do que essa homenagem de Annecy para a nossa animação!”.

 

Um dos principais responsáveis pela formação da indústria de animação na França, desde que foi criado, nos anos 60, o Festival de Annecy sempre foi uma referência importante para o Anima Mundi. "Sentimos a necessidade de criar um festival aqui no Brasil para conectar os produtores, começar a profissionalizar o mercado de animação no início dos anos 90, quando não havia nenhuma associação ou curso no Brasil, e fomentar plateias", conta Marcos Magalhães, que já participou do júri oficial de Annecy e, assim como os outros diretores do Anima Mundi, frequenta o festival francês há muitos anos.

 

A parceria começou já na terceira edição do Anima Mundi, em 1995, quando eles trouxeram para o Rio de Janeiro uma grande exposição de Annecy, a 'Animagia', montada no CCBB, que foi um grande sucesso. "Hoje temos muito orgulho de termos contribuído para a formação de algumas gerações de animadores brasileiros. E o amadurecimento do mercado de animação no Brasil pode ser comprovado com essa grande homenagem em Annecy”, completa Marcos.

 

Para Fernanda Cintra, diretora executiva do Anima Mundi, “O talento artístico dos profissionais brasileiros, aliado às ferramentas de financiamento às novas produções e formação de público, fez com que a animação brasileira crescesse rapidamente e ganhasse visibilidade internacional. O Anima Mundi hoje é o grande difusor da linguagem de animação e é uma felicidade acompanhar o amadurecimento desse setor”.

 

Os quatro diretores do Anima Mundi estarão presentes em Annecy representando as sessões das mostras especiais de filmes brasileiros.

 

Realizado desde 1993 pelos animadores Aída Queiroz, Cesar Coelho, Lea Zagury e Marcos Magalhães o Anima Mundi é o mais importante festival de cinema de animação do Brasil é um dos mais prestigiados do mundo. É responsável pela formação de toda uma geração de realizadores e de um público apaixonado, que todo ano lota salas de cinema e espaços do Rio e de São Paulo para assistir a curtas e longas adultos e infantis, dos mais variados temas, técnicas e origens. O Anima Mundi é qualificado pela Academy of Motion Pictures Arts and Sciences (Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA) e o curta vencedor do Grande Prêmio Anima Mundi é selecionado para a disputa do Oscar®. O festival realiza cerimônias de premiação no Rio e em São Paulo.

 

Ilustração: Michael Dudok

 

 


Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 99210 7635
Redação Brasil: webmaster@folhablu.com.br | Redação Santa Catarina: blumenau@folhablu.com.br | Comercial: comercial@folhablu.com.br | Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: folhablu | WhatsApp: (47) 99210 7635
Blumenau - SC
Todos os direitos reservados