Folhablu | Marco Antônio: prisão de médica causa revolta


Marco Antônio: prisão de médica causa revolta

Publicado em: 2009-08-24 22:20:07

“A saúde pública chegou ao fundo do poço e não posso me calar diante da reportagem mostrando uma médica sendo conduzida à delegacia por não conseguir vaga numa UTI para internar um paciente. É o cúmulo e não tenho palavras para expressar a revolta que senti”. O sentimento foi manifestado pelo vereador Marco Antônio Wanrowsky (PSDB), dizendo que a profissional, que estava apenas fazendo o seu trabalho, foi conduzida à delegacia sem culpa alguma, enquanto tantos desmandos ocorrem no Congresso Nacional. “Nunca vi um senador ou deputado sendo conduzido como foi aquela médica. Que culpa tem o profissional por não ter vaga no hospital?”, questionou. Marco Antônio, que também é médico e já ocupou diversas funções na área da saúde, lembrou que sempre lutou para oferecer o melhor à comunidade, “porque é triste para o profissional não poder atender adequadamente”. Ao expressar sua revolta, especialmente com o Senado Federal, Wanrowsky pregou mudanças e a adoção do sistema unicameral e parlamentar no Brasil, “pois o Senado não é necessário”, considerou.

Ele voltou a protestar pela não votação da Emenda 29, que destina mais recursos federais, estaduais e municipais para a saúde, “enquanto votam uma reforma política ridícula para atender interesses pontuais. Pra que Senado ou Câmara Alta? Para assistirmos ao que estamos assistindo hoje? E falo isso como cidadão e médico, que lida com a população há mais de trinta anos. Temos que usar o dinheiro para educação e saúde, todos os partidos deram uma contribuição para o Senado chegar aonde chegou”, bradou.

Por fim, citou palavras de Marco Túlio, político da Roma antiga, 55 a.C, que considera muito apropriadas aos dias atuais: “O orçamento nacional deve ser equilibrado, as dívidas públicas reduzidas, a arrogância das autoridades deve se moderada e controlada, os pagamentos ao governo devem ser reduzidos. Se a nação não quiser ir à falência, as pessoas devem novamente aprender a trabalhar em vez de viver por conta do dinheiro público”.

Em relação ao projeto concedendo isenções de taxas e tarifas à Apae, o vereador disse que já houve precedentes. “Em 2000 fizemos algo semelhante para a Rede Feminina, durante determinado período, para dar fôlego à instituição. Acho que a Apae instalou uma piscina que serve à instituição, sendo utilizada para o desenvolvimento motor dos alunos. O benefício faz muita diferença, pois cada contribuição é importante. A Câmara sempre apoiou instituições que prestam serviços comunitários em Blumenau”, acrescentou.

Fale com a Folhablu

MSN: msn@folhablu.com.br

Skype: skype@folhablu.com.br


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial