Folhablu | Bombeiros montam sala de operações em Rio do Sul para atender vítimas das cheias


Bombeiros montam sala de operações em Rio do Sul para atender vítimas das cheias

Publicado em: 2017-06-06 02:20:40

Em virtude do aumento de pontos de alagamentos em Rio do Sul e cidades vizinhas, para facilitar o atendimento à população atingida pelas chuvas dos últimos dias, o Corpo de Bombeiros Militar montou uma Sala de Comando de Operações no colégio Dom Bosco, no centro de Rio do Sul. De lá, acontecem o acionamento das viaturas para socorro e transporte de vítimas. A sala de situação foi montada no colégio em virtude da água já atingir a sede da 1° Companhia de Bombeiros da cidade e impedir a entrada e saída de viaturas.

 

Apesar disso, o recebimento de chamadas via Central Operacional 193, continua sendo no quartel de Rio do Sul, já que o Cobom está situado no segundo andar da edificação. O Corpo de Bombeiros Militar trabalha em contato estreito com a Defesa Civil do estado e do município para agilizar o encaminhamento de socorro especializado em caso de necessidade.

 

A Força-Tarefa 09, equipe formada por bombeiros capacitados e treinados para socorro a vítimas em caso de desastres ambientais, foi deslocada de Canoinhas para apoio às equipes de bombeiros que atuam em Rio do Sul. O helicóptero Arcanjo 3, sediado em Blumenau, também se deslocou para uma base no Alto Vale em apoio às operações de resgate e transporte de pessoas atingidas pelas cheias.

 

Até o momento, Rio do Sul é a cidade mais afetada, pois está recebendo todo o volume de água dos municípios de Ituporanga, Agrolândia e Trombudo Central. Todas as comportas da barragem de Ituporanga estão fechadas, mas não são suficientes para conter o volume de água. A barragem está vertendo mais de 1,5 metro de água acima da comporta. O nível do Rio Itajaí Açú, às 14 horas desta segunda-feira, dia 5, era de 10,10 metros, com cota de inundação de 11 metros. Até o momento, os bairros mais afetados são centro, Fundo, Canoas, Jardim América e Bela Aliança, em que há várias casas alagadas e famílias deslocadas para abrigos ou casas de parentes.

 

Além das equipes de bombeiros que atuam em apoio às ações de Defesa Civil de Rio do Sul, e, principalmente, na remoção de famílias de áreas atingidas, a partir da sala de comando, as operações estão sendo administradas pelo comandante da 2° Região de Bombeiro Militar, coronel João Valério Borges, pelo comandante do 5° Batalhão de Bombeiros Militar, tenente coronel Ariovaldo da Silva Pacheco e 2° tenente Rubens José Babel Junior.

 

Em Ituporanga há pontos de alagamento em partes mais baixas e no interior do município. O rio que corta o centro da cidade está com 2,55 metros, sendo que atingiu seu pico às 5 horas da manhã, com 2,95 metros. Na região central da cidade o rio sai da calha com 3,20 metros e, só então, são registrados pontos de alagamento na avenida central.

 

Recentemente, a capacidade de retenção de água na barragem de Ituporanga foi aumentada com a construção de uma sobrelevação de 2 metros. A capacidade de reter água passou de 93 milhões de metros cúbicos para 110 milhões de metros cúbicos, um aumento de 18%. Em Agrolândia, além de áreas alagadas, uma ponte também foi danificada pelo excesso de água. Já em Blumenau, a previsão também é de cheias, pois a água do Rio Itajaí-Açu desce para o Vale.

 

O Corpo de Bombeiros Militar mantém várias equipes de sobreaviso e em alerta no estado para serem acionadas em caso de necessidade.

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial