Folhablu | Fórum reúne especialistas em debates de soluções para sistema nacional de saúde


Fórum reúne especialistas em debates de soluções para sistema nacional de saúde

Publicado em: 2018-11-01 16:16:52

 

A segunda edição do Fórum Inovação Saúde reunirá as maiores lideranças e gestores do país no setor, em evento para debate de soluções para o sistema nacional de saúde. As propostas serão entregues ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, e aos futuros governadores do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e São Paulo, João Doria. O desafio é reduzir o desperdício atual estimado de 20% dos R$ 500 bilhões gastos anualmente com saúde pública e privada no país. O evento reunirá cerca de 400 executivos, gestores públicos, privados e profissionais do setor, dia 12, no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

 

Um dos principais problemas da gestão de saúde no Brasil é a falta de diálogo. O Sus e o sistema privado de saúde suplementar não trocam informações e pouco investem em ferramentas modernas de governança, como big data, inteligência analítica, blockchain e outras, gerando desperdícios bilionários e déficit de atendimento à população. Esses são os principais pontos a serem debatidos no Fórum Inovação Saúde (Fis 2018).

 

Apresentando o tema “o diálogo na saúde: dilemas, paradoxos e desafios”, a segunda edição do Fis, o  principal fórum do país, debaterá a construção de caminhos e soluções de integração para maior eficiência nos setores de saúde pública e privada. O fórum colocará frente à frente especialistas nacionais e internacionais para apresentar experiências de alto impacto para o setor de saúde.

 

"Dos R$ 500 bilhões gastos anualmente com saúde publica e privada no país, estima-se que cerca de 20% são desperdiçados. Seja por dificuldade de acesso pela população, atrasando o diagnóstico e o tratamento, ou por questões clínicas como diagnóstico mal feito e exames desnecessários, seja por questões operacionais resultantes da excessiva burocracia que atrasam o início do tratamento, ou pela necessidade de repetição de exames por conta dos serviços não estarem integrados. Em suma, por ineficiente governança e gestão de toda a cadeia produtiva da saúde, joga-se recursos financeiros, que já são limitados, no lixo", afirma Vilar.

 

"Os médicos desconfiam dos planos de saúde, os planos de saúde desconfiam dos médicos e dos hospitais, a população desconfia dos governos e da ANS, os sanitaristas que idealizaram o Sus desconfiam que estão querendo destruir o Sus para fortalecer o privado. Em resumo, ninguém confia em ninguém. Assim nenhuma proposta de sustentabilidade consegue avançar. Somente com diálogo e resiliencia o setor será sustentavel", alerta.

 

 


Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 99210 7635
Redação Brasil: webmaster@folhablu.com.br | Redação Santa Catarina: blumenau@folhablu.com.br | Comercial: comercial@folhablu.com.br | Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: folhablu | WhatsApp: (47) 99210 7635
Blumenau - SC
Todos os direitos reservados