Folhablu | Brasil tem a sétima maior taxa de homicídios de jovens de todo o mundo, aponta Unicef


Brasil tem a sétima maior taxa de homicídios de jovens de todo o mundo, aponta Unicef

Publicado em: 2017-11-02 12:45:12

A cada sete minutos, em algum lugar do mundo, uma criança ou adolescente é morto pela violência. Somente em 2015, mais de 82 mil meninos e meninas de dez a 19 anos morreram vítimas de homicídios ou de alguma forma de conflito armado ou violência coletiva. Desses óbitos, 24,5 mil foram registrados na América Latina e no Caribe. Os dados são de um novo relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Agência da Onu aponta que o Brasil é o sétimo país que mais mata jovens.

 

 

Nos países latino-americanos e caribenhos, a taxa média de homicídios entre adolescentes foi estimada em 22,1 assassinatos para cada grupo de 100 mil adolescentes - índice quatro vezes maior que a média global. O Brasil tem a quinta maior taxa da região (59).

 

Nos países latino-americanos e caribenhos, a taxa média de homicídios entre adolescentes foi estimada em 22,1 assassinatos para cada grupo de 100 mil adolescentes - índice quatro vezes maior que a média global. Segundo o levantamento, a Venezuela tem a maior proporção de homicídios na faixa etária dos dez aos 19 anos, com uma taxa de 96,7 mortes para cada 100 mil. O país é seguido pela Colômbia (70,7), El Salvador (65,5), Honduras (64,9) e Brasil (59).

 

Quando comparadas todas as nações do mundo, o Brasil tem a sétima maior taxa de homicídios, ficando atrás de Honduras, El Salvador, Colômbia, Venezuela, Iraque (134) e Síria (330).

 

A publicação A Familiar Face: Violence in the Lives of Children and Adolescents (Um Rosto Familiar: a Violência na Vida de Crianças e Adolescentes, em tradução livre para o português), divulgada nesta quarta-feira, dia 1º, aponta que, somados, países latino-americanos e caribenhos concentram metade dos 51,3 mil homicídios de jovens - não relacionados a conflitos armados - em todo o mundo.

 

Os números foram considerados desproporcionais pelo Unicef, uma vez que a América Latina e o Caribe abrigam pouco menos de 10% da população na faixa etária dos dez aos 19 anos. A região mais segura do mundo para um adolescente é a Europa Ocidental, com 0,4 morte para cada 100 mil.

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial