Folhablu | O perigo mora ao lado: área ao lado do Parque Ramiro oferece riscos à população


O perigo mora ao lado: área ao lado do Parque Ramiro oferece riscos à população

Publicado em: 2017-12-27 07:12:21

O período das férias pode acabar mal ou até mesmo em tragédia para famílias blumenauenses, sobretudo para crianças desavisadas e pais distraídos. O principal centro de lazer da cidade, o Parque Ramiro Ruediger, guarda em suas imediações uma verdadeira armadilha, apesar de bastante conhecida. Na esquina das ruas Zenaide Santos de Souza e Alberto Stein, entre o parque e o Ribeirão da Velha, que passa ao lado, um gramado de pouco mais de 2 metros separa as milhares de crianças que frequentam o local semanalmente e uma queda livre de cerca de 3 metros até o ribeirão. O ponto mais crítico fica bem ao lado da cabeceira da ponte que passa sobre o ribeirão na Rua Alberto Stein. Pouco mais de um metro do corrimão avança além da ponte. E só. O local é utilizado por "pescadores" de fim de semana que lançam suas iscas bem ao lado da ponte, à beira do riberão.

 

O risco de queda, sobretudo de crianças, é iminente e toma ares de tragédia anunciada. Com o riberão em leito normal, os cerca de 3 metros de altura entre o fim do gramado e o riberão podem causar sérios danos e até mesmo matar. Em épocas de cheia, o perido é ainda maior. Curiosos amontoam-se às margens do Ribeirão da Velha naquela área para verificar o nível das águas. Sem proteção, basta um descuido para jogar uma pessoa nas correntezas do riberão em períodos de fortes chuvas.

 

O perigo mora ao lado do Parque Ramiro há anos, desde a construção do muro de contenção na encosta do ribeirão. A Rua Zenaide Santos de Souza passou recentemente por uma reurbanização. A pavimentação asfáltica foi totalmente refeita, calçadas foram criadas e toda a via está sinalizada. Uma grade levaria a quase zero os riscos de um acidente no local. A obra de reurbanização da rua levou cerca de 6 meses e custou algo em torno de R$ 500 mil.

 

A percepção de que o poder público não vê perigo para a população não evidencia a falta dele. Até mesmo a inexistência de notícias sobre vítimas de acidentes no local pode ser um sinal alarmante, afinal tomar providências somente depois que a tragédia está consolidada parece ser uma predileção dos governantes.

 

Por Fábio Souza

 

 

Veja a galeria de fotos

Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 99210 7635
Redação Brasil: webmaster@folhablu.com.br | Redação Santa Catarina: blumenau@folhablu.com.br | Comercial: comercial@folhablu.com.br | Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: folhablu | WhatsApp: (47) 99210 7635
Blumenau - SC
Todos os direitos reservados