Folhablu | Domingo ocorre o Dia D Tamandaré Food Park


Domingo ocorre o Dia D Tamandaré Food Park

Publicado em: 2017-08-09 08:01:45

Uma das ações mais importantes do Agosto Laranja, mês de conscientização sobre a mielomeningocele, instituído recentemente por meio da Lei Ordinária 7.392/2017, em Blumenau, ocorre no próximo domingo, dia 13, com o evento Dia D Tamandaré Food Park. O lucro de todas as vendas neste dia será revertido para a Associação de Amigos, Pais e Portadores de Mielomeningocele (AAPPMM) de Blumenau, O dinheiro arrecadado será utilizado na manutenção da casa e reforma da sede, com adaptação para cadeirantes.

 

Participam da ação social os seguintes carrinhos de alimentação: Gerbu´s Box, O Alquimista, Rippa Burger, Lombada Food Truck, The Camaron, Grub´s Steak e Velho Marinheiro. A partir das 16h30 haverá animação com a apresentação da Banda Laskeiras e, durante todo o dia, haverá no Food Park ações informativas sobre a mielomeningocele e preventivas. Paralelamente, até o dia 11, das 8 às 17h30, está ocorrendo um Mega Bazar na sede da associação. Todas as peças estão sendo vendidas por 2 reais cada uma.

 

A associação atende portadores de mielomeningocele e tem por missão promover a autonomia do portador da doença, ajudando-o a ser independente. A AAPM iniciou suas atividades em 2005 e, em 2013, intensificou suas ações já com uma sede própria, possibilitando, por meio dos serviços que oferece, a habilitação ou reabilitação dos portadores dessa doença. A entidade teve início com Edna Batista, mãe de Júlia, que é portadora desta patologia, com a junção de familiares e portadores, que compartilhavam da mesma frustração por falta de orientação e de um espaço para o atendimento da especificidade.

 

A mielomeningocele é uma má-formação da coluna que ocorre já nos primeiros meses de gestação. Assim que o bebê nasce é realizado o fechamento cirúrgico da lesão. Os portadores dessa patologia podem apresentar problemas associados, como hidrocefalia, incontinência urinária, fecal, distúrbios sensitivos (falta de sensibilidade e de movimentos) e ortopédicos (más formações ósseas), geralmente nos membros inferiores; pés com deformidades. Uma das causas para esses problemas é a falta de ácido fólico durante a gestação. A doença apresenta sequelas, a maioria de paraplegia, exigindo acompanhamento médico vitalício.

 

A patologia é mais frequente em indivíduos da raça branca e população de baixa renda. A incidência dessa doença varia de região para região. Em nível global, é de 0,1 a 10 casos a cada mil nascidos vivos. No entanto, no Brasil a taxa é de 2,8  para cada mil nascidos. Na década de 90 era de 1 para cada mil nascidos. O país está em quarto lugar na incidência de nascidos com mielomeningocele, segundo estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

A APPM atende 79 famílias de toda a região, com informações, encaminhamento para médicos, fisioterapia, assistência social, psicólogos, aulas de computação, advogados e até alojamento para as famílias que não moram em Blumenau ficarem durante o tratamento.

 

Atualmente, a AAPPM sobrevive com a renda de um brechó permanente e bazar esporádico, ajuda da comunidade, além de alguns eventos que promove durante o ano. O objetivo da campanha Agosto Laranja é de chamar a atenção da população para as especificidades da doença, bem como desmistificar informações sobre a malformação.

 

A AAPM fica na Rua Dois de Setembro, 2799, próximo da escola João Widemann. O atendimento é das 8h às 17h30. Informações pelo telefone (47) 3323-2804.

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial