Folhablu | Brasil: um campeão em busca de reafirmação


Brasil: um campeão em busca de reafirmação

Publicado em: 2018-04-07 04:01:18

 

Dona de 5 títulos da Copa do Mundo de Futsal, fora outros dois conquistados em Mundiais realizados pela Fifusa, a seleção brasileira de futsal é um supercampeão em busca de reafirmação e reconquista do espaço perdido. Na última Copa do Mundo, realizada em 2016 na Colômbia, a seleção brasileira não passou das oitavas de final, quando foi derrotada pelo Irã nos pênaltis.

 

Em oito edições de Copa do Mundo, em apenas duas delas o Brasil não chegou à final. Em 2004, em Taipei, o Brasil caiu nas semifinais diante da Espanha, que viria a ser a campeã mundial naquele ano. Mas nenhum fracasso se iguala ao que a seleção brasileira protagonizou em 2016. Depois de passar tranquilamente pela fase de grupos, o Brasil sofreu uma improvável eliminação diante do Irã, um dos quatro melhores terceiros colocados da fase de classificação. Depois de um empate em 4 a 4, a seleção brasileira foi derrotada na disputa de pênaltis. Empolgados com a proeza, os iranianos ainda chegaram até as semifinais e venceram a disputa do terceiro lugar diante de Portugal.

 

A história de sucesso do futsal brasileiro em mundiais começou antes mesmo de a Fifa assumir para si o comando do esporte e realizar sua primeira Copa do Mundo. Em 1982, a Fifusa, então entidade máxima do futsal, realizou o primeiro Mundial, no Brasil. De goleada em goleada, a seleção brasileira chegou à final contra o Paraguai, então seu maior adversário. O placar de 1 a 0, no Ginásio do Ibirapuera, deu ao Brasil seu primeiro título mundial. Em 1985, a seleção brasieira repetiu a dose e conquistou o bi. Somente no terceiro Mundial promovido pela Fifusa, em 1988, a seleção paraguaia conquistou seu primeiro título.

 

Lamentavelmente nenhum desses três Mundiais é reconhecido pela Fifa, entidade que passou a gerir o futsal e lançou em 1989 a primeira Copa do Mundo, nos moldes que se conhece nos dias de hoje. Com isso, a Fifusa e seu Mundial foram perdendo força.

 

O centro do futsal mudou, mas não sua estrela. E o Brasil seguiu amealhando conquistas. Foi campeão em 1989, na Holanda; bi em 1992, em Hong Kong; tri em 1996, na Espanha; perdeu as Copas de 2000, na Guatemala, e de 2004, em Taipei, para a Espanha; voltou ao lugar mais alto do pódio com o tetra conquistado em 2008, no Brasil; e com o penta, de 2012, na Tailândia.

 

A perda da Copa do Mundo de 2016, na Colômbia, representa muito menos pela derrota para o Irã, ainda nas oitavas de final, e muito mais para a derrota para si mesmo. Ou nem uma coisa nem outra, quem sabe. O fascínio do esporte está no imponderável. Na possibilidade quase nula de o pequeno Davi derrotar o gigante Golias. Nada está perdido; nada está vencido antes do fim. É assim no futsal, é assim no esporte, é assim na vida. Que siga o jogo.

 

Acompanhe a tabela completa, com classificação, campeões e regulamento no Placar Eletrônico, clicando no banner abaixo.

 

 

Por Fábio Souza

 

 


Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 99210 7635
Redação Brasil: webmaster@folhablu.com.br | Redação Santa Catarina: blumenau@folhablu.com.br | Comercial: comercial@folhablu.com.br | Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: folhablu | WhatsApp: (47) 99210 7635
Blumenau - SC
Todos os direitos reservados