Folhablu | Libertadores: os hermanos vêm aí. De novo


Libertadores: os hermanos vêm aí. De novo

Publicado em: 2017-10-04 09:23:55

Nem parecem os mesmos argentinos que iniciaram a Libertadores desse ano. E não são mesmo. Quando a Taça Libertadores da América começou no início do ano, o futebol argentino vivia uma greve de jogadores que paralisou o Campeonato Argentino de dezembro a março. O primeiro clube do país a entrar em campo pela Libertadores foi o Atlético Tucumán, no dia 31 de janeiro, em plena greve. Com jogadores parados por meses exigindo o pagamento de salários que estavam em atraso por até seis meses, parecia que a participação do país que detém o maior número de títulos no torneio continental em 2017 seria uma piada. Parecia.

 

Ainda depois do término da greve de jogadores, o que se via em campo durante os jogos dos hermanos era times desentrosados e jogadores fora de forma. Mas, como se sabe, isso não perdurou. Quem soube se aproveitar do momento se esbaldou, como o Flamengo que aplicou 4 a 0 sobre o San Lorenzo na primeira rodada na fase de grupos. Já na última rodada, o mesmo San Lorenzo, já em forma, venceu e ficou com a vaga para a fase seguinte. O Flamengo ficou pelo meio do caminho.

 

Aquele que prometia ser o vexame do ano no futebol deu a volta por cima e é dono da maior chuva de gols do certame, com os 8 a 0 aplicados pelo River Plate sobre o Jorge Wilstermann nas quartas de final. A Argentina tem dois times nas semifinais da Libertadores e já está garantida em mais uma final. O Brasil, que também tinha tudo para colocar duas equipes nas semifinais, foi quem refugou na reta final, com o fiasco do Santos em casa diante do surpreendente Barcelona, de Guaiaquil. Restou ao Grêmio a missão de trazer um título que não vem para o país desde 2013, quando o Atlético Mineiro foi campeão.

 

Com a recuperação dos argentinos, a semifinal deste ano ficou definida com um duelo entre hermanos em um grupo, com Lanús e River Plate medindo forças, e Grêmio e Barcelona em outro, quando os equatorianos tentarão derrubar o terceiro brasileiro no torneio.

 

Entre os semifinalistas há dois ex-campeões e dois times que ainda buscam a primeira conquista. O River Plate tem 3 títulos, o Grêmio 2. Lanús e Barcelona nunca venceram a Libertadores. A Argentina é o país com o maior número de títulos na competição: 24. O Brasil tem 17 títulos e o Equador apenas um.

 

A prometida piada do ano até agora fez mais gente chorar do que rir. Cabe a Grêmio ou Barcelona tentar impedir que ao fim os hermanos caiam na gargalhada. Mais uma vez.

 

Acompanhe a tabela completa, com classificação, campeões e regulamento no Placar Eletrônico, clicando no banner abaixo.

 

 

Por Fábio Souza

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial