Folhablu | Serra gaúcha ganha Centro de Análises Ambientais


Serra gaúcha ganha Centro de Análises Ambientais

Publicado em: 2018-06-11 16:11:34

Que a gestão ambiental está destinada a participar de forma cada vez mais contundente da rotina das empresas, qualquer líder interessado em garantir a sustentabilidade de seu negócio sabe. O que muitos talvez desconheçam é que o Rio Grande do Sul terá uma das mais completas estruturas de apoio, com serviços especializados, para auxiliar os empreendedores nesse desafio. Esse suporte técnico é abrangido pela Fundação Proamb - e acaba de ganhar mais um importante ponto de referência. Em maio, a instituição começou a operar o Centro de Análises Ambientais, moderno laboratório voltado ao atendimento de normas técnicas e dos requisitos legais exigidos às empresas contratantes do serviço.

 

A estrutura fica na cidade de Bento Gonçalves, município sede da fundação. Mais do que a imponência do prédio, o que impressiona é o conhecimento técnico ali concentrado. O Centro de Análises Ambientais é um complexo com quatro laboratórios: Microbiologia, Físico-Química, Instrumental Orgânico e Instrumental Inorgânico. Os dois últimos guardam os aparatos tecnológicos mais valiosos - cromatógrafos para análise de compostos orgânicos como pesticidas e agrotóxicos e um ICP/OES, para análise de metais, instalados, respectivamente, em cada um dos departamentos.

 

O complexo tem capacidade de atender até 3 mil amostras/mês, sob o comando de um corpo técnico formado por biólogos e engenheiros químicos. O Centro de Análises Ambientais oferece à comunidade empresarial mais de 200 parâmetros e serviços de amostragem conforme requisitos da Iso/IEC 17.025. Dessa forma, já nasce atendendo às diretrizes dessa norma que rege os requisitos gerais para competência de laboratórios de ensaio e calibração - é, portanto, um serviço que surge certificado pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). “Essa certificação é extremamente criteriosa para garantir a qualidade do serviço e a acuracidade dos dados analíticos”, observa o diretor de Operações da Proamb, Gustavo Fiorese.

 

O empreendimento, voltado tanto ao atendimento de pessoas físicas quanto jurídicas, reafirma o credo da Proamb no desenvolvimento sustentável. O investimento de R$ 3,2 milhões chega pouco mais de seis meses depois da modernização na planta de coprocessamento da fundação, em Nova Santa Rita, cujo aporte foi de R$ 6 milhões - ambos tendo o BRDE como parceiro.

 

O Centro de Análises Ambientais mostra sua competitividade, oferecendo ao cliente um serviço complementar à análise - ou seja, uma consultoria sobre como sanar a irregularidade. Esse aporte vem graças a expertise de mais de 25 anos da Fundação Proamb em gestão ambiental, hoje expresso em suas diversas unidades de negócio (Central de Resíduos Sólidos Industriais, Coprocessamento, Engenharia Ambiental e Educação). “Esse é um grande diferencial competitivo, o atendimento completo do ciclo. Temos condições de entregar um produto com valor agregado sem comparativos no mercado, que é um diagnóstico do que fazer com o resultado da análise das amostras, em vez de simplesmente fornecer um laudo técnico”, avalia Fiorese.

 

Com esse novo negócio, a Fundação Proamb oferece a 'solução completa' ao cliente, disponibilizando a gestão ambiental total. Por meio de suas unidades de aterro e coprocessamento, prestará serviços de tratamento de resíduos classe I e classe II. Já a unidade de engenharia dará suporte a várias áreas da empresa - qualidade, segurança, gestão de resíduos, gestão de efluentes, monitoramento ambiental, licenciamentos, atendimento aos requisitos legais e gestão da energia. Com as unidades de educação e Fiema, a missão é transferir conhecimento e tecnologia, preparando novos profissionais para atuarem no mercado de trabalho. E, como forma de completar o ciclo, a Proamb oferecerá análises laboratoriais dos despejos industriais e das águas brutas e para consumo humano.

 

A Proamb é uma fundação com 25 anos de atuação em soluções de destinação de resíduos industriais e gestão ambiental. A trajetória começou com empresas de Bento Gonçalves, mas hoje atende clientes de toda a região Sul - sendo a única fundação deste tipo no RS. A entidade opera por meio de cinco unidades de negócios: Central de resíduos sólidos industriais, coprocessamento, engenharia ambiental, educação e a feira ambiental Fiema Brasil. A estrutura é ramificada em unidades de operação, entre elas Pinto Bandeira, na Serra, e Nova Santa Rita, na região metropolitana. Para reforçar a multiplicidade de conhecimento, oferece cursos técnicos e promove a Fiema Brasil (feira que reúne expositores e apresenta o congresso FiemaCon).

 

 

Veja a galeria de fotos

Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial