Folhablu | Endividamento e inadimplência recuaram no mês de abril


Endividamento e inadimplência recuaram no mês de abril

Publicado em: 2018-05-24 19:22:51

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou neste mês de maio o resultado da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor. Segundo os dados, o percentual de endividados - com contas a pagar - ficou em 60,2%, já o percentual de inadimplentes - com contas em atraso - ficou em 25%.

 

A CNC acredita que a taxa de desemprego, que ainda é bastante alta, ajuda a explicar a dificuldade das famílias em pagar suas contas hoje em dia. Dados similares ao estudo divulgado no final do ano passado pelo Instituto Geoc, mostra formas de compromissos continuam sendo cartão de crédito, carnês, contas de consumo e crédito pessoal.

 

Ricardo Garcia, gerente de resultados da KSL Associados - empresa especializada em cobrança - afirma que no primeiro trimestre deste ano, por exemplo, a recuperação média da empresa ficou em 76,55%.

 

Ele acredita que essa recuperação se deu em virtude principalmente da necessidade em geral dos consumidores de recuperar o acesso ao mercado de crédito aliada à uma gradativa recuperação na economia.

 

Ainda sobre a recuperação, a região que obteve o maior número de acordos cumpridos foi o nordeste com 82,41% e a região Sul ficou com a menor percentual, com 70%. Todas acima de 50%, o que comprova que hoje o brasileiro se preocupa em quitar suas dívidas.

 

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor apurou também que o tempo médio de atraso para o pagamento de dívidas é de 64 dias em média. Para Ricardo, “é importante reforçar a importância de se honrar um acordo, evitando o acúmulo de encargos e principalmente os benefícios de estar com o seu nome limpo”, finaliza.

 

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial