Folhablu | Produtores de Videira colhem os primeiros frutos de pitaya


Produtores de Videira colhem os primeiros frutos de pitaya

Publicado em: 2018-03-16 03:53:24

Agricultores de Videira apostam em uma nova alternativa de produção que pode beneficiar, principalmente, o pequeno produtor rural. No último fim de semana, o deputado Natalino Lázare visitou a produção de Adriano Scussiatto e participou da colheita dos primeiros frutos na região. A pitaya, que produz saborosos e nutritivos frutos, pode ser consumida na forma in natura e também usada para produção de doces, geleias e até mesmo cosméticos.

 

“Tive a oportunidade de experimentar a fruta e realmente é muito saborosa. Além de ser rica em nutrientes, é um alimento completo que deveria estar mais presente em nossa alimentação. Embora a planta ainda possua zoneamento agrícola no meio-oeste, pode ser um bom investimento para o produtor, pois a fruta tem um valor agregado muito interessante”, afirma o deputado Natalino Lázare, que é o presidente da Comissão de Agricultura e Política Rural da Assembleia Legislativa.

 

Também conhecida como fruta do dragão, por causa da casca irregular e dos gomos escamosos, a pitaya nasce de um tipo de cacto e inicia o seu período de safra em dezembro no Brasil. Além disso, é muito cultivada no resto da América do Sul, Israel e China.

 

Possui vitaminas como a C, B1, B2, B3, e minerais, como ferro, cálcio e fósforo. Entre os benefícios, estão proteger as células do organismo, pois a casca deste fruto é rica em polifenóis, que são antioxidantes, ajudar na digestão devido à presença de sementes na polpa, além de combater doenças cardiovasculares, pois as sementes contêm ácidos graxos essenciais como os ômega 3.

 

 

Veja a galeria de fotos

Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 99210 7635
Redação Brasil: webmaster@folhablu.com.br | Redação Santa Catarina: blumenau@folhablu.com.br | Comercial: comercial@folhablu.com.br | Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: folhablu | WhatsApp: (47) 99210 7635
Blumenau - SC
Todos os direitos reservados