Folhablu | Um dia no futuro de Pindorama


Um dia no futuro de Pindorama

Publicado em: 2018-03-23 01:29:49

 

 

 

 

 

 

É tudo uma grande piada. O país inteiro é.

 

O Supremo Tribunal de Justiça de uma nação reúne-se solenemente para julgar se um cidadão condenado em duas instâncias - duas instâncias! - pode ser preso...

 

"Se pode ser preso", saliente-se bem isso. Independente do resultado dessa surrealidade, só tomando chá de cogumelo mesmo para engolir o comprimido.

 

Para ter uma ideia melhor de como funciona a magistratura em Pindorama, suponha que um belo dia resolvemos autorizar a pena de morte como forma de punição e, para evitar o risco de executar um inocente, a Justiça decide inaugurar a modalidade condenando um reconhecido serial killer à pena.

 

Vinte e cinco anos depois da sentença, o recurso finalmente chega ao STF onde os "ministros", com garbo e deselegância, se reúnem para debater quantas vezes o serial killer (que aguarda com toda paciência do mundo viajando por aí em liberdade) deve ser morto para que a natureza da pena obedeça sua natureza retributiva.

 

Tal é o espetáculo que temos para hoje.

 

Por Alessandro Loiola

Médico, palestrante e escritor

 

 


Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 99210 7635
Redação Brasil: webmaster@folhablu.com.br | Redação Santa Catarina: blumenau@folhablu.com.br | Comercial: comercial@folhablu.com.br | Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: folhablu | WhatsApp: (47) 99210 7635
Blumenau - SC
Todos os direitos reservados