Folhablu | Pobreza e depressão


Pobreza e depressão

Publicado em: 2016-01-29 16:40:43

 

 

 

 

 

 

A OMS estima que 300 milhões de pessoas no mundo sofram de depressão e pessoas pobres possuem uma incidência duas vezes maior de depressão e transtornos ansiosos que a população em geral. Esta conclusão - que poderia tranquilamente derivar de uma observação simples do cotidiano em qualquer posto de saúde - foi resultado de uma pesquisa envolvendo 288 mil pessoas adultas nos EUA durante o ano de 2011.

 

Outro estudo, realizado com mães de baixa renda em Maryland - um estado rico e de excelente qualidade de vida, diga-se de passagem -, mostrou que metade dessas mulheres sofria com transtornos depressivos. Sério? Maryland tem o 14º melhor IDH dos EUA (0,945). No Brasil, com IDH médio de 0,718 (84ª posição no ranking mundial de 177 países), apenas os políticos do Lago Sul tem um índice tão bom, e desconfio se suas esposas sofrem de depressão na mesma proporção que as “miseráveis” do nordeste dos Estados Unidos. Seria um estudo interessante.

 

A minha pergunta é: as pessoas são pobres e por isso se deprimem ou são deprimidas e por isso são pobres? A prosperidade é uma causa ou uma consequência do seu estado mental (e vice-versa)?

 

Os transtornos depressivos e de ansiedade generalizada podem ser um grande fardo, mas, na minha opinião, a pobreza é ainda o grande mal a ser combatido neste mundo. E não falo de pobreza de espírito - neste caso, apenas uma colisão com Nibiru poderia nos salvar. Falo de pobreza de dinheiro mesmo. Pobreza de estudo, de perspectivas, planejamento de carreira, ambição positiva, sonhos de abundância, ganância por conhecimento e fortuna.

 

Seja por questões de fraqueza de caráter ou princípios religiosos equivocados, nós brasileiros tratamos a riqueza da pior maneira possível e diligentemente colamos nela todos os estigmas medíocres de nossa inveja dissimulada. Melhor seria se deixássemos de lado essa baboseira e estimulássemos a meritocracia pura em nossas crianças e lares.

 

Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem (Salmos 128:2). Então prosperarás, se tiveres cuidado de cumprir os estatutos e os juízos que o Senhor mandou; esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem tenhas pavor (1 Crônicas 22:13), e prosperidade e riquezas haverá na sua casa, e a sua justiça permanecerá para sempre (Salmos 112:3). Saiba que os bens do rico são a sua cidade forte, a pobreza dos pobres a sua ruína (Provérbios 10:15), e direis àquele próspero: paz tenhas, e que a tua casa tenha paz, e tudo o que tens tenha paz! (1 Samuel 25:6).

 

Eu devia abrir uma igreja. Ou uma fábrica de fluoxetina.

 

Por Alessandro Loiola

Médico, palestrante e escritor

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial