Folhablu | O plantão da sinusite informa


O plantão da sinusite informa

Publicado em: 2012-12-23 10:30:51

Duas e pouco da manhã. O frio empurrando para a cama e a ficha de atendimento puxando para o consultório.

- Pois não.

- Doutor, estou resfriado há uns dez dias.

- Hum.

- E anteontem começou uma dor de cabeça enjoada, tipo um peso em cima dos olhos.

- Sei.

- O nariz escorrendo amarelado, sensação de secura na garganta com uma tosse que não me larga, dia e noite. E aquela febrezinha no final da tarde, sabe? - pulmões, frequência cardíaca, pressão arterial, garganta... tudo normal. - Será que é sinusite?

- Não, é uma gravidez. E de gêmeos, um em cada trompa.

- Como?

- Sim, provavelmente uma sinusite, blá blá blá.

Já estava pegando na receita quando o sujeito soltou o tradicional: “... Mas não seria bom fazer uma radiografia?”.

Ah, os benefícios do contato com a tecnologia. Basta posicionar uma máquina e o sujeito melhora quase que instantaneamente, como se o equipamento de raio-X emitisse ondas de cura, não radiação. Ainda pensei em explicar, mas o frio e o cansaço me mandaram apenas pedir a bendita chapa – que veio alterada como previsto. E ele foi com sua sinusite para casa levando a mesma receita de antes da radiografia.

A sinusite consiste na inflamação dos seios da face, pequenas cavidades nos ossos em torno do nariz. Algumas destas cavidades estão presentes ao nascimento, outras se formam ao longo dos anos. Além de gerarem emprego para centenas de otorrinolaringologistas em todo o mundo, não são conhecidas outras grandes finalidades específicas para os seios da face.

Somado a este fato, temos os vírus das vias respiratórias tão comuns nos meses de inverno. Durante um resfriado, estes vírus causam edema na mucosa que reveste os seios da face, dificultando a eliminação da secreção ali produzida e favorecendo a proliferação de bactérias no local. Como consequência, de cada cem casos de resfriado banal, um se transformará em um episódio de sinusite aguda.

Os principais sintomas da sinusite incluem dor entre, abaixo ou atrás dos olhos; febre, coriza, congestão nasal, tosse há mais de 7 dias e dificuldade para sentir cheiros (uma vantagem em certas profissões e casamentos).

São os sintomas que definem o diagnóstico de sinusite aguda, não os exames sofisticados e caros. Um estudo publicado pela Academia Americana de Pediatria em setembro de 2001 mostrou que o exame clínico simples feito no consultório, sem empregar qualquer recurso adicional, é capaz de acertar 90% dos diagnósticos de sinusite aguda.

Uma radiografia normal não é capaz de eliminar a possibilidade de sinusite. Além disso, 30% das pessoas normais, saudáveis e sem qualquer sintoma apresentam alterações radiográficas que simulam uma sinusite aguda.

Nem mesmo a tomografia computadorizada é digna de grandes méritos: 87% das pessoas adultas com resfriados comuns apresentam alterações tomográficas em um ou mais seios da face. Mas em 79% dos casos estas alterações desaparecem espontaneamente nas duas semanas seguintes. Deu para perceber que os exames não ajudam muito?

Por outro lado, nos casos de sinusite recorrente ou crônica, os exames sofisticados estão indicados. Por exemplo: além da tomografia computadorizada, seu médico poderá indicar uma limpeza endoscópica dos seios da face. Neste procedimento bastante confortável, um tubo munido de uma microcâmera é passado pelos vários orifícios do seu nariz enquanto o médico diz “calma, calma, não vai incomodar nada”. Lógico que não vai. Não é o nariz dele.

Uma vez definido o diagnóstico de sinusite, o tratamento padrão inclui descongestionantes e analgésicos. Se os sintomas estiverem presentes há mais de 7 dias, associa-se amoxicilina por um mínimo de 10 dias – ou até que as manifestações tenham desaparecido por pelo menos uma semana. Cerca de 10% das pessoas não respondem bem ao tratamento com antibióticos e devem ser indicadas para algumas sessões de tortura, digo, de lavagem endoscópica dos seios da face.

Para lidar melhor com seu episódio de sinusite, faça o seguinte:

- Coma mais alho. Ele possui ingredientes ativos que oferecem um certo efeito descongestionante no curto prazo.

- Lave a cavidade nasal com soro fisiológico várias vezes ao dia e faça inalações com vapor de água. Isso ajuda a dissolver as secreções e umedecer a mucosa nasal inflamada.

- Se você não tem hábito de tomar banhos de radioativos, não pressione seu médico pedindo raios-X ao menor sinal de resfriado ou sinusite aguda não complicada. Siga as orientações dele e tenha um pouco de paciência. No final, tudo vai dar certo. Ou não.

Por Alessandro Loiola

Médico


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial