Folhablu | Homeopatia se torna aliada de outras medicinas e cresce


Homeopatia se torna aliada de outras medicinas e cresce

Publicado em: 2013-09-20 10:37:25

A homeopatia, que surgiu há muitos anos, como mais uma forma de tratar a saúde humana, nem sempre foi muito bem vista pelos céticos. No entanto, como seus resultados são inequívocos, ela tem se expandido a cada dia, e são raras as pessoas que não encontram uma forma de se ver livres de problemas diversos, como diabetes, refluxo gastroesofágico, ansiedade e que até mesmo conseguem emagrecer com o auxílio da homeopatia. Esta é a visão do médico e pesquisador Paulo Rosebaum, associado da Faculdade de Medicina da Usp (Fmusp), especialista em homeopatia pelo Conselho Federal de Medicina, autor de seis livros na área médica, que defende o conceito medicina integrativa. “Esta é a medicina que integra o ser humano no seu pensar, sentir e agir, e também integra várias técnicas terapêuticas da medicina dita oficial e daquela considerada por alguns como complementar”, diz.

 

O primeiro passo é reduzir o seu estresse diário. Mas quem costuma ficar estressado com facilidade também pode associar sessões de massagem e acupuntura regulares, além de ioga e meditação, e claro, a homeopatia e o uso de florais de Bach. Na ioga o praticante já tem a possibilidade de aprender a controlar sua mente e seu corpo. Este controle, que é obtido através de uma combinação de técnicas respiratórias, corporais e de meditação tem como resultados o aumento da flexibilidade, fortalecimento dos músculos, aumento de vitalidade e maior controle sobre o estresse. Já as massagens relaxantes, de acordo com o fisioterapeuta Alan Lemes, leva a pessoa a alcançar um maior equilíbrio emocional, o que a faz se sentir muito melhor.

 

O médico homeopata Heidwaldo Antônio Seleghini, colunista da Revista Bem Estar, explica que a proposta é individualizar o paciente questionando sobre todos os aspectos de sua vida: infância, adolescência, casamento, família, filhos, pais e situações do dia a dia. “A homeopatia resgata o antigo médico da família, restabelece o vínculo da relação médico-paciente perdido nos procedimentos da medicina ortodoxa”, descreve ele.

 

Para o médico Paulo Rosebaum é possível atestar a importância da homeopatia pela progressiva demanda e o crescente grau de satisfação entre seus usuários conforme dados recentes da União Europeia asseguram. “Não é pouco, considerando os aspectos que têm validado estas racionalidades médicas de forma consistente nas sociedades contemporâneas em todas as regiões do planeta”, afirma.

 

Conceitos da medicina integrativa

 

Medicina integrativa é o nome que veio para corrigir as distorções induzidas pelos termos “natural” e “alternativo”. A ideia de uma ação médica integrativa está baseada no conceito desenvolvido por dois autores: Ress e Weil. O primeiro professor do Royal College of Physicians, de Londres, o segundo fundador de um programa no ensino médico da Faculdade de Medicina do Arizona. Sugeriram um trabalho transdisciplinar que integrasse efetivamente as várias práticas terapêuticas. Tal modelo foi nomeado como medicina integrativa (“integrative” ou “integrated medicine”) para, de certo modo, fundamentar uma outra concepção e designação para as práticas médicas comumente chamadas de complementares ou alternativas. Os benefícios de atividades médicas como homeopatia, acupuntura e antroposofia ainda são objeto de controvérsias mais passionais do que científicas.

 

Por Adriana Araújo

Psicóloga

 


Fale com a Folhablu

Fones: (47) 3232 7154 | 9138 4105
Redação: webmaster@folhablu.com.br
Comercial: comercial@folhablu.com.br
Financeiro: financeiro@folhablu.com.br
Skype: skype@folhablu.com.br

Blumenau – SC
Folhablu notícias e publicidade digital - Todos os direitos reservados
Proibida a reprodução total ou parcial